Conferências

Março 2022

No próximo dia 24 de março, a Associação Cultural Amigos do Porto apresenta a 6.ª Conferência do Ciclo 2021/2022 programado por Margarida Coelho e Rosário Barbosa.

A Conferência “Igreja de Santa Clara do Porto, perspetivas de uma intervenção” será proferida online, às 16h, por Adriana Amaral, Isabel Dias Costa e Jorge da Costa.

Acesso gratuito

Link: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/81055499413?pwd=M3NqUCtSTFpUL1ZkVGk4ck40dFRadz09

ID da reunião: 810 5549 9413

Senha de acesso: 687360  

Notas biográficas: 

Adriana Amaral – Direção Regional de Cultura do Norte-Direção de Serviços dos Bens Culturais

Adriana Amaral, licenciada em História, Variante Arqueologia, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (1986).  Bolseira do Instituto Nacional de Investigação Científica (1987-89). Técnica Superior do Centro de Conservação e Restauro de Tibães desempenhando as funções de coordenadora das atividades desenvolvidas e coordenadora geral dos Cursos de formação de Técnicos Auxiliares de Conservação e Restauro (1993-1999). É autora, no âmbito das áreas e funções desenvolvidas, de várias publicações. Ingressou, em 1999, no quadro de pessoal da Direção Regional do IPPAR, exercendo, na atualidade, a função de técnica superior da Direção de Serviços dos Bens Culturais da Direção Regional de Cultura do Norte na área das Obras, Conservação e Restauro de Monumentos.

Isabel Maria Stadler Dias Costa – Direção Regional de Cultura do Norte-Direção de Serviços dos Bens Culturais

Isabel Maria Stadler Dias Costa é licenciada em História, variante História da Arte, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Em 1993 conclui o Bacharelato em Conservação e Restauro, na Escola Superior de Conservação e Restauro de Lisboa, exercendo esta atividade, como profissional liberal, nas áreas do mobiliário, talha, escultura e pintura sobre madeira.

De 1995 a 1998, desempenha as funções de Técnica de Conservação e Restauro, na área da talha, no Centro de Conservação e Restauro de Tibães, e em 1999 ingressa no quadro superior da Direção Regional do Porto do IPPAR. Atualmente exerce a sua atividade na Direção de Serviços dos Bens Culturais da Direção Regional de Cultura do Norte.

Jorge da Costa Direção Regional de Cultura do Norte-Direção de Serviços dos Bens Culturais
Jorge Manuel Rodrigues da Costa é Arquiteto, licenciado em 1988 pela Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa, técnico superior na Direção de Serviços dos Bens Culturais da Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN/DSBC), com funções de acompanhamento ou coordenação de projetos e obras de conservação e restauro. Teve atividade docente, entre 1988 e 1999, no Curso Superior de Arquitetura da Escola Superior Artística do Porto (CESAP). Frequentou o Curso de Pós-graduação e Mestrado em Estudos Locais e Regionais (2003-2004), da Faculdade de Letras. Universidade do Porto. Mantém atividade associativa regular com exercício de vários cargos e mandatos em órgãos sociais da Ordem dos Arquitetos.

2021

Adenda à Circular n.º 4_novembro.dezembro 2021

Na sequência das informações divulgadas anteriormente sobre o ciclo de dez conferências (Zoom) a realizar entre outubro de 2021 e julho de 2022, nomeadamente na página 9 da Circular n.º 4/2021, informamos que a primeira conferência já se realizou no passado dia 21 de outubro.

A Prof. Doutora Teresa Andresen proferiu uma conferência sobre os “Jardins Históricos de Portugal”, tendo abordado vários aspetos: a Associação Portuguesas dos Jardins Históricos, o conceito de Jardim Histórico e sua evolução, a Rota dos Jardins Históricos de Portugal e a Rota dos Jardins Históricos do Grande Porto. Perante uma assistência online com cerca de duas dezenas de pessoas e durante mais de uma hora, a Arquiteta Paisagista e Engenheira Agrónoma apresentou muitos exemplos e ilustrou-os profusamente.

Segue-se, no próximo dia 18 de novembro, às 16h, a 2.ª conferência proferida pelo Prof. Dr. Pedro Silva e dedicada ao tema “Políticas Públicas de Cultura: oportunidade e apoios para a participação cultural”.

O Prof. Dr. Pedro Silva é docente na Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto e Gestor Cultural e Produtor de eventos e atividades artísticas, culturais e de entretenimento.

Entre os vários projetos em que tem colaborado, destacam-se: Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura; Cooperativa Cultural “A Oficina – Centro de Artes e Mesteres Tradicionais de Guimarães”; Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Casa da Memória de Guimarães e núcleo museológico Alberto Sampaio; e, mais recentemente, Guimarães Project Room; 7Bairros Capitais_7Bairros Culturais; FineArtWorks@simbiose; M.Ou.Co e Contextile – Bienal de Arte Têxtil de Guimarães.

E, para o último mês do ano, está prevista a 3.ª conferência. No dia 16 dezembro, também às 16h, o Prof. Dr. José Miguel Neves abordará o tema “Veloso Salgado e as Artes Gráficas no Porto”.

O Prof. Dr. José Miguel Neves é licenciado em Ciências Históricas, pela Universidade Portucalense, Mestre em Museologia e Património, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, e frequentou o programa de Doutoramento em História, Filosofia e Património da Ciência e Tecnologia na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

É Coordenador do Museu Nacional da Imprensa / Jornais e Artes Gráficas, desde abril de 1992, sendo responsável pela gestão de coleções e pela produção e montagem de exposições. É também Docente da Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto, desde o ano letivo 1998/1999, onde orienta estágios curriculares e leciona as disciplinas de Museologia,

No próximo dia 21 de outubro, a Associação Cultural Amigos do Porto dará início ao Ciclo de Conferências 2021/2022, programado por Margarida Coelho e Rosário Barbosa.

A primeira Conferência sobre os “Jardins Históricos de Portugal” será apresentada online, às 16h, por Teresa Andresen.

Teresa Andresen 

Arquiteta Paisagista e Engenheira Agrónoma. Mestre em Arquitetura Paisagista. Doutorada em Ciências Aplicadas ao Ambiente.

Lecionou no Instituto Superior de Agronomia, no Departamento de Ambiente e Ordenamento da Universidade de Aveiro e na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (onde fundou o curso de Arquitectura Paisagista).

Dirigiu o Instituto da Conservação da Natureza, o Jardim Botânico do Porto e o Parque da Fundação de Serralves. Foi membro do Conselho Científico da Agência Europeia de Ambiente, Presidente da European Foundation for Landscape Architecture, Vice-Presidente da Federação Internacional dos Arquitectos Paisagistas, membro do Grupo de Trabalho para a elaboração da Lista Indicativa do Património Mundial Português (Comissão Nacional da UNESCO), perita de Portugal na Comissão Permanente do Património Mundial da UNESCO e membro do Comité Científico da Fundação Benetton (Itália). Foi distinguida com o Prémio Gonçalo Ribeiro Telles para o Ambiente e a Paisagem.

É presidente da Associação Portuguesa dos Jardins Históricos e membro do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.